Home O SIMESP Serviços Financeiro Comunicação Notícias e Eventos Contato Links
Simesp
Área do Médico

Associe-se Atualize seus dados Faqs Certidão de Quitação
Comunicação
 


   Editoria: De: Até:    

03/04/2019
Simesp realizou assembleia com médicos do Samu
 

SIMESP
Na tarde de hoje, dia 3 de abril, o Sindicato dos Médicos (Simesp) realizou assembleia com os médicos do Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu) do município de São Paulo, em razão do fechamento de 31 bases modulares. O fechamento das bases deverá aumentar o tempo-resposta dos atendimentos e poderá gerar piora na assistência das pessoas, resultando em perdas de vidas. Os médicos se posicionam contra a Portaria 190/2019, que a prefeitura denomina de descentralização e o Simesp entende como desmonte. Haverá uma nova assembleia para definir os rumos do movimento e eleger delegados sindicais no dia 9 de abril, terça-feira, às 19h30.

O entendimento geral dos trabalhadores do serviço é de que é importante preservar o Suporte Avançado de Vida (SAV) e a regulação, para que casos graves não deixem de ser assistidos e a população não seja prejudicada. Por esse motivo, os médicos não paralisarão as atividades, mas estão juntos ao movimento por meio de divulgação de faixas e cartazes, que serão produzidos pelo Simesp, além de representação nos serviços como delegados sindicais. “Os médicos estão ao lado dos demais trabalhadores do Samu e da população de São Paulo. Assumimos nossa responsabilidade em defesa da saúde e da vida das pessoas, esperamos que o prefeito Bruno Covas também assuma a sua posição como gestor do município e suspenda essa portaria”, diz Eder Gatti, presidente do Simesp presente na assembleia.

No encontro, também foi informado que, após denúncia feita pelo sindicato, o Ministério Público (MP) realizará reunião de trabalho com representantes do Simesp, da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), do Conselho Regional de Enfermagem (Coren) e do Sindicato dos Servidores Municipais de São Paulo (Sindsep), no dia 22 de abril.

Além da denúncia feita ao Ministério Público, o Simesp irá protocolar denúncia sobre a “descentralização” do Samu de São Paulo no Ministério da Saúde (MS), já que é o MS quem arca com parte do orçamento do serviço. Também ficou definido que o sindicato produzirá material impresso para divulgar o problema para a população e os médicos criarão um Instagram com o mesmo intuito.

Vale ressaltar que desmontes similares do Samu também ocorreram em outras regiões do país. “Essa portaria de São Paulo também merece atenção porque temos observado que, nos lugares nos quais ocorreu desestruturação parecida, os serviços acabaram sendo terceirizados. Nos preocupa que isso também ocorra na cidade de São Paulo em um futuro próximo”, explica Gerson Salvador, diretor do sindicato.


Siga-nos

Fan page: https://www.facebook.com/simespmedicos

Youtube: https://www.youtube.com/simespmedicos



Voltar



O SIMESP Serviços Financeiro Comunicação Notícias e Eventos Contato  Links
- Diretoria
- Regionais
- Estatuto
- Processo Eleitoral
- Perguntas frequentes (FAQ)
- Associe-se
- Atualize seus dados
- Assessoria Jurídica
- Processos online
- Campanhas Salariais
- Convenções Coletivas
- Cálculo de I.R.
- Homologação
- Banco de Empregos Médicos
- Banco de Imóveis da Saúde
- Mural de Devedores
- Simesp+
- Tipos de Contribuição
- Calendário de Cobrança
- Certidão de Quitação
- TV Simesp
- Revista DR!
- Jornal do Simesp
- Simesp Esclarece
- Movimento Médico
- Simesp na Midia
- Cultura e Arte

Sede: Rua Maria Paula, 78 - 1º ao 4º Andar | São Paulo - SP | Cep: 01319-000 | Fone: (11) 3292-9147 - | Fax: (11) 3107-0819